sábado, 18 de novembro de 2017

Sabe porque ela é tão bonita? Porque ela já passou pelo inferno e sobreviveu! - Wandy Luz


Sabe porque ela é tão bonita?

Porque ela já passou pelo inferno e sobreviveu.

Porque ela já chorou até pegar no sono, e pela manhã, levantou e continuou, e mesmo com o sorriso meio xoxo, ela não desistiu.

Porque ela já sentiu tanta dor, mas tanta dor que o seu coração quase parou, e mesmo quando a dor castigava e abraçava sua alma, ela não desanimou.

Porque a beleza dela vinha de sua essência, e o sorriso dela iluminava mais que o sol.

Porque a força dela, impressiona até os mais valentes, e apesar de ser delicada, defende seus ideais com unhas e dentes.

A beleza dela é de dentro para fora.

A vida às vezes a castiga, mas ela caminha em um propósito, confia e entrega seu destino nas mãos do criador e do Universo.

Sabe porque ela é tão bonita?

Porque no meio da escuridão ela sempre foi luz, nos momentos de solidão ela foi sua melhor companhia.

Porque a pureza do seu coração a fazia enxergar as maravilhas da vida, o segredo dela era sua fé e muita, mas muita gratidão.

domingo, 12 de novembro de 2017

Por que algumas pessoas tem o hábito de morder os lábios? - Fernanda (Escolha Inteligente)


Morder os lábios ou a mucosa da bochecha é um hábito mais comum do que muitos imaginam, embora esse assunto não seja tão conhecido e comentado quanto roer as unhas, por exemplo. Eu percebi ao longo da minha vida que tinha este péssimo hábito, então resolvi pesquisar mais a fundo as origens e também o que pode ser feito para resolver este problema.

Enquanto pesquisava, pude constatar que inúmeras pessoas fizeram deste hábito um comportamento compulsivo, mordendo os lábios até se machucarem de fato. Isso é realmente preocupante porque muitos não buscam o tratamento adequado e passam a vida toda se mutilando sem saber qual a razão deste comportamento – e o pior – sem buscar ajuda.

Mas afinal, por que as pessoas têm estas “manias”? Bem, o motivo normalmente se resume em duas palavras: estresse e ansiedade. Enquanto estas duas situações não forem investigadas e tratadas da maneira adequada, é bem possível que os comportamentos compulsivos não tenham uma melhora eficaz.

Quem tem o costume de morder os lábios pode ter também outro hábito conhecido como bruxismo – um apertar ou ranger os dentes enquanto dorme – que com o tempo pode acarretar tanto o desgaste dos dentes quanto dores nos maxilares e na cabeça.

Se você tem esse costume e se sente incomodado com isso, aqui vão algumas dicas:

- procure inicialmente um dentista e peça a ele que faça uma avaliação para que possa constatar o problema e indicar o uso de placas ou aparelhos para minimizar os prejuízos causados por estes comportamentos.

- como solução paliativa, eu recomendo escovar os dentes várias vezes por dia e ter sempre à mão um emoliente para os lábios, como manteiga de cacau por exemplo, que dá uma sensação de conforto maior e desvia o foco de morder os lábios. Pelo menos para mim funciona muito bem.

- procure também analisar o que está causando estresse ou ansiedade em sua vida e se ocupe buscando soluções para estas situações, pois se a causa não for tratada, estes comportamentos só tendem a piorar cada vez mais. Não tenha vergonha de procurar ajuda de um psicólogo se não está conseguindo lidar com algumas questões, ele certamente poderá te ajudar.

- ocupe sua mente com aquilo que te faz feliz. Se está insatisfeito com seu trabalho, considere mudar de emprego. Se isso não for possível, faça alguma atividade prazerosa em seus momentos de folga, procure algo que te traga alegria e motivação.

É importante compreender que todos passamos por situações de estresse e ansiedade na vida e dificilmente conseguiremos passar por estes momentos sem sentir os efeitos no nosso organismo. Porém, devemos nos preocupar em buscar soluções para os problemas e não somente ficar pensando neles o tempo todo. Não é tarefa fácil, mas devemos nos esforçar para manter o controle.

É importante também fortalecer o espírito, seja com leitura, meditação ou oração. Como seres humanos, nós precisamos ter um contato com o divino, seja qual for sua crença ou religião. Isso é essencial para se manter o equilíbrio diante das dificuldades da vida.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Não sofra calado: exponha seus sentimentos (Seakalm)


Os malefícios de guardar o mundo dentro do peito.

Em praticamente todos os momentos da vida é natural sentirmos emoções negativas e positivas. Sentimentos fazem parte de quem somos. Mas será que expressar o que se passa dentro da gente é bom ou ruim para a boa convivência em casa, no trabalho e com as pessoas no geral?

Uma das maiores dificuldades que o ser humano tem é a de demonstrar quem ele realmente é e de se expressar. O medo de ser mal interpretado e do julgamento das pessoas nos impede de assumirmos o que sentimos para o mundo. Talvez isso nos acompanhe desde a nossa infância. Geralmente não somos muito incentivados a nos mostrar vulneráveis, nem podemos demonstrar sentimentos como a raiva, ciúme, inveja, vergonha, tristeza. Aprendemos que não devemos demonstrar nossas fraquezas e aos poucos passamos a reprimir o que sentimos.

Expôr as emoções nos ajuda a compreender as situações que estamos passando, podendo trazer soluções que pareciam não existir e oferecendo motivação para mudar ou fazer algo. Guardá-las pode levar a explosões ou um alto nível de ansiedade e estresse. Isso prejudica tanto o bem-estar pessoal quanto nossos relacionamentos.

Nos aprisionamos dentro de nossos sentimentos e achamos que, quando não somos aceitos ou nos sentimos abandonados, o problema é só nosso. Esquecemos das pessoas que ficam ao nosso lado e que se preocupam com a gente e podem nos apoiar.

Não sofrer calado ajuda a dissolver as fraquezas e dores, dando lugar às possibilidades. Também é muito bom reconhecer as pessoas e saborear aquilo que nos fez bem. Tão importante quanto é falar sobre o outro lado, o que nos desagrada e nos deixa desconfortável. Sem isso, não seria possível que as pessoas possam nos conhecer e respeitar. Se fizer isso antes de explodir, vai manter as portas abertas para a comunicação. Mas se perceber que não conseguirá manter o controle, melhor se abrir com quem você confia e também é um ótimo ouvinte.

A expressão “engolir sapo” não devia fazer parte do dicionário de ninguém. Se os sentimentos ruins te pegarem, lembre-se: Não se irrite.

sábado, 4 de novembro de 2017

Felicidade começa com confiança e amor próprio - Pe. Fábio de Melo


Nasci para ser livre, sonhar, conquistar e viver - Pe. Chrystian Shankar


13 hábitos comuns de pessoas com espiritualidade elevada - Diego Marques (O Segredo)


É preciso muita coragem para ser você mesmo num mundo rodeado de pessoas que estão constantemente tentando fazer você ser outra pessoa.

Nessa zona da coragem é reconfortante saber que existem milhares de pessoas altamente espiritualizadas com hábitos similares ao seu.

Não tenha medo de quebrar paradigmas e padrões conservadores, pois são estas mesmas mudanças que trarão as respostas que tanto procura, para que um dia enfim, seja um espírito livre. Quando isso acontecer, você servirá de inspiração para que outros consigam também se libertar. Você é luz.

Com uma mentalidade mais evoluída, tendemos a fazer as coisas de forma diferente do mundo conservador.

As atitudes acabam refletindo desse novo nível de consciência, e pessoas com mesmo pensamento adotando hábitos e comportamentos comuns. Veja quais são eles.

1. Praticam meditação ou yoga

Um dos aspectos mais importantes para o caminho espiritual é ter uma profunda ligação com o universo. O uso da meditação ou yoga reforça o sentimento de unidade com o universo, consequentemente abre os chacras para receber energia do próprio ambiente. Alguns usam simplesmente para separar seus pensamentos e emoções.

Não é raro vê-los sentados em situações de solitude meditando ou trabalhando o corpo e a mente com yoga. Pessoas conservadoras julgarão ser estranho, por ser algo que elas desconhecem e que vai além dos seus hábitos cotidianos. Além disso, não possuem uma expansão completa da sua consciência, ainda. Cada um tem seu próprio tempo. Abaixo vemos um exemplo acroyoga, que é praticada em união com outra pessoa, onde ambas trabalham em cooperação para buscar o equilíbrio.

2. Fazem dietas orgânicas, livres de glúten ou vegetarianas

O corpo físico é o instrumento de trabalho para o Espírito. É natural que no crescimento espiritual, tenhamos uma consciência maior daquilo que colocamos para dentro dele, sabendo identificar o que nos faz bem e o que nos faz mal. O autoconhecimento nos leva automaticamente a esse aprendizado.

3. Reduzem, reutilizam e reciclam

Outro hábito de pessoas espiritualmente conscientes é que elas gostam de utilizar ou reutilizar materiais não poluentes, preservando o planeta Terra. Comprar é uma palavra pouco utilizada para eles. Usam menos sacolas plásticas, reciclam com mais freqüência, usam produtos de limpeza naturais. “Biodegradável” é um termo que eles estão mais propensos e familiarizados. A tendência mundial será conscientizar absolutamente todos na Terra para essa direção. O nosso mundo não mais suportará o nível de consumo atual.

4. Praticam gratidão

Praticar gratidão frequentemente é algo que decorre de uma conexão aberta com o Universo. Ser grato para a vida em uma base diária é algo que nunca desliza da mente de quem está centrado espiritualmente. Agradecendo a lua, o sol, a comida que você está prestes a comer. As coisas mais simples. Acordar de manhã e dar um longo abraço em alguém ou simplesmente agradecer por esta pessoa existir. Atos de gratidão ampliam a conectividade com o mundo.

5. Possuem cristais e pedras preciosas

Não é incomum que as pessoas espiritualmente orientadas possam ser vistas com pedras preciosas, como o quartzo claro, cristais ou ametista. Os cristais são profundamente energéticos com uma influência de limpeza na aura. A energia de um cristal contém o poder natural de cura.

6. Mantém atitude positiva

Assim como todo humano, estes indivíduos têm seus dias ruins, mas de um modo geral, eles são muito mais propensos a espalhar o amor, e não o medo. Eles não ignoram o negativo, eles apenas optam por não mais morar lá. Eles tendem a evitar o drama e luta, tanto quanto possível. É por isso que quando as pessoas começam a despertar, percebem que não têm mais nada em comum com alguns amigos, que ainda não se desenvolveram. Cada um tem seu tempo.

7. Estão menos propensas a assistir televisão

As pessoas espiritualmente conscientes sentem que assistir à televisão é um grande desperdício de tempo. O tempo é precioso e elas preferem passar a vida em contato com o universo. Preferem viver de verdade do que assistir. Entre outras atividades estão: ler, viajar para novos lugares, conhecer novas pessoas que estejam no mesmo nível espiritual, pesquisar conteúdos, construir, criar, entre outros. As pessoas que estão acordadas percebem que a mídia nada mais é do que uma máquina de controle populacional, onde ditam comportamento, medo, regras, pensamento e consumismo.

8. Eles preferem cooperação sobre a competição

O modelo de mundo corporativo atual é altamente individualizado e competitivo. Todos trabalham para si e competem entre si. Quando o ego é menos prioritário, competir uns com os outros realmente não parece fazer muito sentido.

As pessoas com nível de espiritualidade elevado buscam transformar o mundo ao seu redor para que possam vivenciar a cooperação e coletivismo. Mesmo dentro dessas empresas conservadoras, buscam proximidade com pessoas que detém o mesmo pensamento, para que possam harmonizar energeticamente o ambiente de trabalho.

9. Evitam boates e bares

Enquanto algumas pessoas passam toda a semana ansiosos para sexta e sábado à noite para ficarem bêbados em festas ou bares, outras tendem a buscar outros caminhos. Isso não quer dizer que elas não frequentem esses lugares, apenas mostra que não é uma rotina.

10. Usam substâncias psicoativas ocasionalmente para expansão da consciência

Ayahuasca, cannabis, cogumelos, substâncias sintéticas entre outras plantas medicinais, ocasionalmente são utilizadas com total segurança, com a finalidade de expandir as consciência. É muito diferente do uso de drogas, onde você ao invés de perceber seus sentidos expandidos, inconscientemente perde o controle do seu corpo e mente, que estão dopados. É importante ressaltar que nem todos sabem seu limite e nem tem o controle do que estão fazendo. Portanto, aqueles que ainda não se conhecem, não podem e nem devem utilizar.

11. Incentivam outras pessoas

Enquanto muitos inconscientemente criticam sonhos e planos compartilhados, dentre elas parentes e amigos, outras pessoas com a consciência elevada tendem a incentivar ao máximo aqueles que tem novas ideias. Pessoas assim são raras de encontrar. Saiba que quando você incentiva alguém, a sua própria estrela brilha mais e mais.

12. São influenciadoras de pessoas e ambientes

Essas pessoas sabem elevar a energia de ambientes e pessoas como ninguém. Dificilmente perdem o controle de situações, mas não quer dizer que não aconteça. São simples as atitudes como saber ouvir, elogiar, se desculpar ou até mesmo mudar uma situação com um sorriso.

13. Valorizam a simplicidade

Perceberam que a riqueza da vida encontra-se nas coisas mais simples, como por exemplo: o som da chuva caindo, o cheiro da grama molhada, o vento e a mudança de temperatura após a entrada de uma frente fria, o sabor de uma comida energizada, um abraço, a energia do sol, o canto dos pássaros, o silêncio…

E você, se identificou com algum desses hábitos? Esses dez itens mostram que talvez você não esteja sozinho em sua jornada. Enquanto algumas pessoas que cresceram com você te chamam de estranho, outras milhares de pessoas que você ainda não conhece, compartilham experiências similares. Você faz parte de uma comunidade enorme, mas talvez ainda não tenha encontrado o seu lugar. Tudo tem seu tempo.

Alguns destes hábitos podem ser motivo de ridicularização pela população em geral, mas não seja alvo da opinião de ninguém. Deixe o seu espírito guiá-lo sem qualquer interferência externa, apenas sorria e deixe todos esses pensamentos que depositaram em você irem embora. Saiba que ninguém, absolutamente ninguém vive a sua vida, apenas você, que é seu próprio guia. Só você habita aí dentro. Busque sua essência, sua comunidade, encontre-se. Você não está sozinho.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Peixes – 12 defeitos e 12 qualidades. Entenda-os - Gabriel Victor


Olá! Sou o Gabriel Victor, e aqui falarei TUDO sobre os Piscianos, ou seja, pessoas que têm o signo/sol em Peixes.

Defeitos e qualidades. Eu aqui falarei sobre como um pisciano leva a vida perante a sociedade e o mundo. Como ele é de coração, de alma e de raiz. Terei como exemplo vivido EU, que aliás sou um pisciano. 

DEFEITOS:

1 – Somos sonhadores ao extremo. Queremos viver no mundo dos contos de fadas, onde tudo é perfeito. Onde todos amam incondicionalmente. Onde todos são felizes. Onde ninguém esteja doente; desempregado; necessitado. E muitas vezes, nos surpreendemos com a grosseira realidade.

2 – Sim, temos dificuldades em administrar de uma forma racional o nosso dinheiro. Não é que não saibamos guardar e gastar quando necessário, até que sabemos. Porém, quando estamos desequilibrados emocionalmente, não importa o que seja, erramos muito. É a realidade.

3 – Ter um coração tão infinitamente aberto a amar, nem sempre é bom e vivemos isso. Pois não enxergamos com facilidade o limite do “ajudar”, do “sacrificar-se” desnecessariamente.

4 – Temos sim, uma percepção muito aguçada. Uma empatia tão absurdamente rápida e profunda, que só sendo pisciano mesmo para saber. Mas pecamos em algo, esse dom não nos ajuda muito quando ignoramos o possível lobo interior dele(a) e só queremos ver a ovelha linda e pura. É a realidade. Achamos que todos os erros do mundo podem ser melhorados. Mas não é verdade. Queríamos que fosse, mas não é. Viajar na maionese é bom, em certo ponto. Talvez para meditar, para se acalmar da correria do dia a dia. Mas NUNCA, NUNCA nesse contexto.

5 – Somos muitas vezes ignorantes. Quando temos uma ideia ou filosofia na cabeça, será muito difícil mudá-la. Quando queremos algo, é muito difícil desistirmos. A pessoa pode me dar mil caminhos diferentes, mas se eu já tracei minha rota, será muito difícil eu mudar de ideia. Difícil, mas não impossível. Tudo se resolve com uma conversa. Esse é meu Lema.

6 – Somos ingênuos até demais. Sabemos que há muitas pessoas ruins, mas sempre só vemos o bem nelas. Infelizmente. Ao mesmo tempo que somos muito maduros em algumas coisas, somos também muito infantis em outras. Dizem que pelo fato de Peixes estar ao lado de Áries, que simboliza um recomeço, podemos muitas vezes oscilar nessa maturidade de um idoso e nessa infantilidade de um bebê. Concordo, até certo ponto.

7 – Somos bipolares. Por sermos tipo uma esponja, que vai acumulando as tristezas e decepções da vida, algumas vezes surtamos. Podemos ser um dia o agressor e no outro a vítima. Um dia ativos e outro passivos sobre as coisas da vida.

8 – Somos ruins com horários. Se a festa é as 20:00, muitas vezes chegamos umas 20:07. É fato.

9 – Somos camaleões. Pelo fato de sermos do elemento Água, somos muito adaptáveis. Conseguimos nos socializar com qualquer tipo de pessoa. Sendo ela um professor ou aluno. Não somos falsos. Só conseguimos nos encaixar facilmente em qualquer cultura. Em qualquer mundo diferente do nosso. E infelizmente algumas vezes não sabemos quem somos de fato. O professor intelectual ou o aluno aprendiz.

10 – Somos péssimos com rotinas. Por exemplo, se é para fazer a tarefa sempre das 15:00 até às 17:00, de segunda a sábado, nunca conseguimos fazê-la todos os dias certinho.

11 – Não somos muito bons empreendedores de negócios ou empresas, pois trabalham muito com cálculos e grandes responsabilidades.

12 – Amamos como ninguém, de uma forma absurdamente mágica. Mas quando somos decepcionados, quando somos feridos no coração por alguém que amamos, podemos até perdoar, mas NUNCA, nunca esquecemos esse lado da pessoa. E levamos para a vida toda. Perdoamos fácil, mas nunca nos esquecemos de NADA.

QUALIDADES:

1 – Temos um coração aberto ao MUNDO. Não importa quem você seja ou o que for. Não olhamos suas características pessoais, olhamos o seu coração. Somos muito bons em cuidar do OUTRO. Temos aptidão com Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, psicologia e outros. Para nós, o sorriso do outro é um presente que dinheiro nenhum compra.

2 – Temos uma EMPATIA sobrenatural. Conseguimos nos colocar no lugar do outro de uma forma impressionante. Por exemplo, se uma pessoa vier a mim e disser: Eu fui traído. Com apenas essa frase, juntamente com a fisionomia da pessoa, nós, Piscianos, conseguimos ver um filme na cabeça de como foi o acontecido. (Fazendo uma ilustração, para você, leitor, entender melhor). Conseguimos sentir o outro muito facilmente. Por isso, às vezes, podemos até chorar junto com à pessoa, pois a compreendemos super bem. Se você tem um amigo pisciano, vai concordar comigo. Eles nos compreendem de uma forma que até ficamos surpresos com a rapidez e profundidade.

3 – Estamos sempre sorridentes e de bom humor. Pelo fato de sermos pensadores e imaginativos, nós nos encontramos muito no mundo da Lua. Lá é tudo lindo e perfeito. E quando voltamos para a realidade, pegamos um pouco desse colorido da imaginação e o transformamos em sorrisos e alegria. Por isso, temos aquele brilho no olhar que todos dizem. Outra forma de fuga também são a música e as artes, onde podemos nos apoiar e transmitir esse sentimento ao mundo físico. Temos um domínio profissional em criar o novo. O bonito. O impressionável.

4 – Somos espirituais. Amamos esse contato com o mundo superior. Temos FÉ no AMOR de JESUS. Temos FÉ.

5 – Somos escritores e poetas autodidatas. Temos um dom absurdamente colorido e original. Odiamos copiar poesias de alguma outra fonte, pois sabemos que somos por natureza talentosos. É só abrir a boca que belas palavras sairão. É só nos dizer qualquer assunto, que em pouco tempo teremos lindas poesias/reflexões/ dicas/ ensinos a transmitir. Temos um dom muito apurado para compor músicas. Somos muito comunicativos, e discordo dos que dizem que não expressamos os nossos sentimentos. E outra, se estamos apaixonados, pode sair da frente. Serão chuvas de pétalas, jantares a luz de velas, declarações das mais surpreendentes e criativas possíveis, e muita poesia vinda do mais sincero coração possível.

Esse texto de explicação sobre o signo de peixes, por exemplo, estou fazendo unicamente com embasamento pessoal, tudo sobre o Eu que já vivi e aprendi. Creio que só com isso dá para ter uma ideia de como somos minuciosos nas palavras. E outra, só tenho 20 anos de idade.

6 – Podemos até parecer bobinhos, mas não se engane. Temos um ouvido e uma percepção da atmosfera ao redor muito aguçada. Estamos sempre atentos em pequenos detalhes na fisionomia do outro, nas piadas, ou nas atitudes. Sim, somos muito observadores, muitas vezes ao extremo. Só que nem damos conta disso, só estamos ouvindo e vendo TUDO. Porém, essa percepção é voltada mais ao que nos importa, sendo sobre relacionamentos, família, amigos ou trabalho.

7 – Beijar, para nós piscianos, não é somente beijar, mas é transmitir diferentes sensações através dos lábios. Somos muito originais e sempre queremos algo diferente. Muito difícil entrarmos na mesmice. Um beijo para nós é a oportunidade de se experimentar TUDO. Beijo lento, rápido, com mordidas, etc. TUDO que vier na cabeça para impressionar o parceiro(a). Mas além de tudo, sempre queremos um beijo bem dado. Um beijo que tenha gosto. Que possamos nessa ação provocarmos uma reação inesquecível no outro(a).

8 – Intimidade para nós é como beijar, buscamos sempre o novo, o original. Podem nomear como quiser. Para nós o importante é a originalidade. Mas sempre com um pingo de romantismo. Somos muito diversificados.

9 – Somos sinceros de caráter. Não gostamos de fazer o que não nos faz felizes. Dinheiro não é tudo para nós. Ou seja, na maioria das vezes, se temos a chance de correr atrás de nossos sonhos, não hesitamos.

10 – Odiamos mentiras. Odiamos falsidade. Odiamos pessoas exibidas. Odiamos Injustiça. Odiamos falta de compaixão de alguns. Odiamos falta de empatia de alguns. Odiamos crueldade. Odiamos homofobia. Odiamos racismo. Odiamos traição. Odiamos qualquer falta de amor realizado em atitudes como forma de opressão. Somos exigentes nisso. Seguimos aquele ditado: Não faça nada a ninguém que não queira que seja feito a você. Isso diz tudo.

11 – Aceitamos que ninguém consegue amar como nós. Aceitamos que sempre nesse quesito vamos ser MASTER. Mas queremos pelo menos um pouco de retorno do parceiro. Não precisa ser em forma de declarações ou provas de amor, mas que pelo menos seja na busca e no preocupar-se conosco. AMAMOS isso. Sentir-se necessário na vida do outro. Faça isso que você conquistará um pisciano, pois eles são carentes disso.

12 – Dizem que pelo fato de sermos o último signo do zodíaco, temos um pouco de todos os outros 11 anteriores. Dizem também que somos o signo mais evoluído. Acredito, sim, e muito nisso. Mas vou lhe explicar o porquê, e quero que veja isso com um novo olhar.

Imagine que todos os 12 signos são fases de uma vida. O signo de Áries, nesse caso, sendo o primeiro, é o bebê. O Fogo. A Loucura. O fazer sem medo de errar. Sem medo de cair. De tropeçar.

E temos o Peixes, o último, uma fase mais madura, a velhice. É aí que as pessoas param para pensar mais no mundo, no ajudar o próximo. Pois por dentro já estão vividos. E a visão de mundo, de dinheiro, de ganância e de preconceito, já está bem desenvolvida. Não faz sentido?

Um idoso quer viver, quer se divertir, mas ao mesmo tempo, quer amar, que ajudar. Nessa idade, o idoso não se importa mais em estar no topo, em ser o top da festa, em ser o melhor em tudo. Mas só quer a felicidade dos outros. Ele se ama, mas agora, nessa altura, ele só quer pensar no outro. Por isso não somos materialistas. Por isso que para nós um abraço sincero vale mais que muito dinheiro, pois o dinheiro vem e vai, mas uma amizade verdadeira é eterna. Por isso amamos o próximo acima de nós. Essa é a verdade.

Grato!

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Não agrade os ingratos, nem sirva aos folgados! - Marcel Camargo (O Segredo)


Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, de servir gente folgada, de nutrir amizades duvidosas, para que possamos percorrer somente os encontros verdadeiros.

Passamos muito tempo fazendo a coisa certa para as pessoas erradas, sofrendo as consequências das péssimas escolhas pelo caminho, sofrendo à toa por coisas inúteis e gente sem conteúdo, alimentando vãs esperanças em relação ao que não tem a menor chance de vir a acontecer.

Perdemos muito tempo investindo no vazio, esperando retorno do que não volta, aguardando sorrisos de quem nem nos olha direito. É preciso focar no que é real, pois, mesmo que não haja muito de verdadeiro nesses terrenos, esse pouco bastará.

Precisamos parar de tentar agradar aos ingratos, às pessoas descontentes e incapazes de receber algo de fora. Existem indivíduos que se encontram por demais fechados ao acolhimento do que não se encontra dentro deles, do que não faz parte daquele mundinho em que eles se fecham, presos a crenças e sentimentos que não mudam, não são repensados, não saem do lugar. Tentar alcançá-los é inútil.

É necessário evitar a servidão aos folgados, aos aproveitadores, a quem não sai do lugar por si só, a quem foge a qualquer tipo de responsabilidade, pois sabe que alguém sempre fará por ele.

Temos que ter clareza quanto ao que realmente devemos e poderemos tomar para nós, ou acumularemos cargas de bagagens que não são, nem de longe, relacionadas às nossas vidas. Muita gente precisa de ajuda, sim, mas muitos precisam é de vergonha na cara.

Não podemos nutrir amizades duvidosas, com pessoas que não expressam a menor necessidade de nós, como se tanto nossa presença quanto nossa ausência fossem a mesma coisa, algo sem importância, invisível, dispensável.

Nem todos de quem gostamos irão gostar de nós, o retorno da estima e da afeição nunca é uma certeza, portanto, há necessidade de que adentremos exclusivamente os encontros verdadeiros.

Não é fácil nem tranquilo conseguirmos acertar quanto ao que poderemos regar com a certeza de retorno e reciprocidade, uma vez que as pessoas, os acontecimentos, a vida, tudo é imprevisível.

Embora muito do que acontecerá em nossas vidas não possa ser controlado, mantermos sob controle nossas verdades e a certeza de que merecemos ser felizes nos tornará mais fortes diante dos tombos, sem que desistamos de nossos sonhos.