segunda-feira, 21 de abril de 2014

Infusões para limpar o fígado


O fígado elimina bactérias, toxinas, vírus, pesticidas, medicamentos e outros elementos prejudiciais para o nosso corpo. Por isso, pode, às vezes, entrar em colapso e precisar de limpeza. As infusões são um excelente remédio natural e poderão ajudar.


A medicina biológica indica geralmente a desintoxicação como primeiro passo no tratamento de qualquer doença, que leva ao equilíbrio da saúde. Assim, para evitar doenças hepáticas, é essencial realizar uma ou duas vezes ao mês uma cura de limpeza com plantas da sábia natureza. Vamos experimentar? Como saber se é preciso limpar o fígado?

O fígado intoxicado, inflamado e com disfunções apresenta normalmente os seguintes sintomas:

Peso abdominal
Inapetência
Alimentos ingeridos criam indisposição, náuseas, mal-estar
Diarreias
Episódios de febre: sinal inequívoco de que há algo errado em nosso corpo, de que temos uma inflamação
Gases intestinais
Dores de cabeça
Dores na área do fígado (o fígado está localizado diretamente sob o diafragma, no lado superior direito)
Erupções na pele
Mau hálito
Infusões recomendadas para limpar o fígado

Infusão de alcachofra


Ajuda a proteger o fígado, a limpá-lo e curar doenças hepáticas. A infusão é rica em ácido fólico, vitaminas A1, B1 e C, magnésio, fósforo, cálcio, ferro, potássio, zinco e fibras dietéticas. Um recurso maravilhoso, adequado para tomar pelas manhãs por pelo menos cinco dias seguidos a cada quinze dias. Desse modo, limparemos o fígado regularmente.

Modo de preparo

Pegar duas folhas de alcachofra e fervê-las com uma xícara de água. Deixar descansar a infusão por 15 minutos e beber devagar. Em caso de doença hepática, tomar três vezes ao dia.

Infusão de cardo de leite

O segredo dessa planta está em suas sementes, que contêm silimarina, um poderoso antioxidante da família dos flavonoides que promove a regeneração hepática, facilita a digestão de gorduras e inibe o ingresso de substâncias tóxicas nas células do fígado. É um recurso muito adequado e necessário para a limpeza hepática.

Modo de preparo

As sementes de cardo de leite se encontram em qualquer loja de produtos naturais. É um dos produtos naturais mais vendidos, embora não seja possível conseguir através da infusão 100% de seus benefícios, já que a silimarina é um princípio ativo não muito solúvel na água.
Os especialistas recomendam tomar as cápsulas ou comprimidos. De todo modo, se quiser fazer uma infusão, adicione uma pequena colher de sobremesa com as sementes esmagadas em uma xícara de água fervente e deixar descansar por 20 minutos.


Infusão de sálvia


Esta infusão é perfeita para eliminar toxinas, alivia o mal-estar no fígado e o limpa. Tomar após as refeições.
Modo de preparo
A sálvia é fácil de encontrar. Muita gente cultiva suas próprias ervas medicinais e é comum ter esta planta em casa. De todo modo, é possível comprá-la em lojas de alimentos saudáveis.
A infusão é preparada com quatro gramas de folhas e flores por xícara de água fervida. Depois, deixar descansar por 15 minutos.


Infusão de dente-de-leão


A infusão de dente-de-leão estimula as funções hepáticas, purifica e melhora o desempenho do fígado. Tomar no meio da tarde ou até mesmo após as refeições, pois ajudará na digestão.

Modo de preparo

Basta um punhado de suas flores ou folhas. Ferver em uma xícara de água e deixar descansar. Tomar até duas xícaras por dia.

Infusão de boldo

A infusão de boldo tem propriedades digestivas, cuida de estômago, intestinos e, sobretudo, protege o fígado. É um aliado maravilhoso.

Modo de preparo

É também possível encontrar esta planta em lojas de produtos naturais. Seu preparo é fácil, é preciso apenas colocar uma colher de chá de folhas secas por cada xícara de água fervida. Deixar descansar e tomar após as refeições.

Chá Comigo com Cristal Fanucci: Sessão de cinema com o filme "O Santo Homem" (Holy man)


Hoje tivemos mais um Chá Comigo só que com sessão de cinema. O filme escolhido foi "O Santo Homem" (Holy man) com o Eddie Murphy e o Jeff Goldblum.

Aparentemente é só uma comédia, mas ao nos aprofundarmos percebemos que o filme faz uma crítica ao consumo desenfreado provocado pelas propagandas da televisão como as muitas que vemos aqui no Brasil também. O público alvo são as mulheres: bolinhas que tiram manchas, aparelhos para rejuvenescimento facial, mas o programa oferece produtos para que os homens também possam trabalhar em casa como a serra elétrica. 

O senhor G (Eddie Murphy) é salvo por Ricky Hayman e Kate Newell, dois funcionários do canal de propagandas e acaba indo trabalhar como vendedor com eles. Mas o senhor G quer tudo menos despertar o desejo de consumo nos telespectadores. Ele mal faz referências aos produtos, mas as suas mensagens, que são na verdade um anti-propaganda, causam um efeito contrário e as vendas disparam. Ricky fica aliviado porque estava para ser despedido da empresa. Mas ao perceber que, ao transformar o senhor G em mais um "garoto propaganda" poderia perder Kate para sempre, ele se retrata na frente das câmeras. Perde o emprego, mas não a sua alma. E finalmente aprende a lição que o senhor G tinha vindo lhe ensinar: "O seu ótimo agora é o melhor... e o seu melhor está abençoado". 

O filme está cheio de mensagens subliminares e o ideal seria vê-lo várias vezes para captar os pormenores. Algumas observações sobre nomes: o programa se chama "Good Buy Shopping Network". Podemos fazer um trocadilho entre "good buy" e "goodbye" (que é o que acontece com Ricky quando é despedido sumariamente). O próprio sobrenome do protagonista Hayman que lembra "Hey man". O senhor G, o Holy man, veio para literalmente acordá-lo. O G pode muito bem ser abreviação de "god" (Deus). Basta lembrar que Ricky se tranca várias vezes em uma sala para pedir ajuda e o seu pedido é logo atendido quando o senhor G aparece do nada em uma rodovia. 

O filme foi considerado um fracasso de bilheteria e dizem que Eddie Murphy quase o renega, mas para mim foi uma descoberta vê-lo. Nem sempre os verdadeiros tesouros estão nos blockbusters do cinema.


Holy man - trailer



Com Louise e Eliza assistindo ao filme








sábado, 19 de abril de 2014

Diário de vida do Hachiko


Desde o início deste ano a minha rotina deu uma guinada de 180º. Graças a uma unha encravada a minha humana filha me levou ao veterinário e aproveitaram para me dar as vacinas e um belo banho. Fiquei todo perfumado e limpinho, apesar de não gostar muito. A última vez que a minha humana filha tentou me dar um banho dei uma bela mordida nela que nunca mais se atreveu!! Grrrrr!!!! 

Bom, a partir dessa ida ao veterinário ela sai praticamente todos os dias comigo e mesmo na semana em que a minha humana mãe ficou internada passeei todos os dias, às vezes até duas vezes. 

Outro dia tive uma péssima experiência e acabei tendo que ir à clínica veterinária de plantão (não a mesma em que a minha unha foi desencravada). Durante um dos passeios, dei um passo em falso, bati a boca no chão e cortei a língua. Saiu tanto sangue que sujei toda a cozinha e depois todo o chão da clínica. Acabei fazendo uma cirurgia e a minha humana filha ficou bem preocupada por causa da anestesia. Afinal de contas sou um cão idoso. Mas deu tudo certo. As minhas duas humanas foram me buscar de carro e nem era preciso porque eu teria conseguido ir a pé mesmo. Quatro dias depois fiz a consulta de retorno e não parava de tremer de tanto medo, mas a veterinária não mexeu em mim. Ainda bem!!!

A minha humana filha tenta mudar os lugares dos passeios e quando vamos ao parque ela me solta da guia para eu caminhar sozinho. Há alguns dias eu peguei um caminho e ela outro e quando me dei conta, ela sumiu. Fiquei muito aflito e a fiquei procurando, mas dali a pouco ela apareceu e estava ofegante porque tinha ido até a entrada do parque para ver se me achava. Antes de voltarmos para casa demos como sempre um pulo na revistaria. A minha humana filha primeiro faz uma caminhada bem longa antes de ir conversar com a Louise porque sabe que assim fico cansado e topo ficar parado enquanto elas batem papo.

Estou curtindo muito esses passeios e algumas pessoas acham que sou de raça e dizem que sou bonito!!! 





Diário de vida: self na revistaria


Hoje como quase todos os dias levo o Hachiko para passear e na volta dou um pulo na revistaria bater um papo com a Louise, reikiana 2 como eu e frequentadora assídua dos encontros promovidos pela Cristal, o Chá Comigo. Esses encontros fazem parte da minha rotina e além de conversar com ela, dou uma olhada nas novidades e acabo sempre comprando alguma revista ou livro, geralmente de autoconhecimento. 

Pena que essa rotina vai mudar porque a Louise logo vai embora de Sampa, mas ela faz questão que todos os seus amigos a visitem em Pernambuco. Por enquanto isso não está em meus planos, mas jamais descartarei a chance de viajar. 

Ontem tirei uma foto de minha mãe no parque perto de casa e hoje antes de ir fazer o meu passeio diário decidi carregar a máquina e fazer um self com a Louise. Pelo menos vou guardar uma lembrança em seu local de trabalho, coisa que acabei não tendo a chance de fazer com o João.
















sexta-feira, 18 de abril de 2014

Como manter o foco num mundo de total distração? - Cintia Grecco da Silveira Baraúna, psicóloga-pedagoga


Atenção, Concentração, Foco! Fique ligado e mantenha o foco!!! Perder o foco nos dias de hoje parece normal, num mundo de tantos estímulos como podemos manter a atenção?

Estamos vivendo um momento de pura distração, onde os estímulos e informações variadas fazem com que nos dispersemos o tempo todo. O celular toca, as mensagens chegam, o Whatsapp apita, o Facebook avisa, o Instagram manda as fotos, os e-mails pedem respostas, o Skype chama, e aonde vai nossa atenção? Conectados o tempo todo não mantemos a atenção em nossas atividades diárias, o que acaba ocasionando prejuízos no nosso rendimento profissional, social, acadêmico, enfim, global.

Existe um imediatismo, uma cobrança exagerada para que estejamos conectados todo o tempo e temos que ser rápidos ao responder, pois se demorarmos as pessoas insistem, não respeitando o que estamos fazendo ou no caso profissional pode-se até perder um trabalho.

Olhem por um momento as pessoas ao seu redor, seja no metrô, restaurante, palestras, festas, escola, trabalho, na rua, etc. Você irá verificar que estão conectados o tempo todo, estão distraídas do momento real e estão no virtual. Dessa forma não estão interagindo com a realidade que lhe está sendo colocado no momento, o que os impede de viver relações reais e verdadeiras, sem falar na agitação que tudo isso nos causa.

Na verdade tudo isso parece uma obrigação, até um vício, as pessoas têm grande necessidade de colocar tudo que fazem e pensam e acabam perdendo a privacidade ou se expondo demais nas redes sociais, perdendo o limite do bom-senso. É claro que esse mundo virtual encanta, eu posso estar conectada com um amigo que está em Londres e isso é uma maravilha! Ele mantém as pessoas conectadas mesmo distantes. Mas esse excesso de conectividade atrapalha a atenção, desvia o foco na hora do trabalho, impede a criação de relacionamentos fortes e duradouros. Isso pode fazer com que nos afastemos cada vez mais de nossos objetivos e até de nossos sentimentos verdadeiros.

Toda essa tecnologia vem mudando nossa forma de viver e de interagir. Embora seja maravilhoso estar informado de tudo que está acontecendo no planeta, nossa atenção está ficando comprometida. Sabemos que ao pararmos algo que estamos executando, levamos de 10 a 15 minutos para recuperar a atenção e a inspiração daquilo que estávamos fazendo ou criando.

A atenção é geralmente definida como nossa habilidade de seletivamente focar em uma coisa, ideia ou tarefa enquanto filtramos as outras distrações. Outra forma de descrever  atenção é concentração seletiva. Atenção é a função do nosso cérebro que aloca corretamente nossos recursos de processamento.

Sabe-se também que as quantidades de informação que o cérebro recebe é muito superior à sua capacidade de lidar com ela - processá-la. Alguns especialistas estimam que o cérebro receba cerca de 40 bilhões de bits de informação por segundo, enquanto sua capacidade de processamento é limitada, cerca de 2 bilhões. Assim, é fácil concluir pela necessidade de filtrar ou bloquear boa parte destas informações.

Não basta ser inteligente, a atenção é uma função executiva primordial para o aprendizado em geral e para o sucesso profissional e acadêmico. Se não tivermos foco, atenção, não conseguimos aprender, também as funções de organização, planejamento e análise ficarão prejudicadas e com tanta informação acabamos ficando mais agitados e a agitação provoca desatenção.

Para que isso não aconteça é necessário que coloquemos limites e mantenhamos o foco.

O corre-corre do dia a dia já vem provocando bastante estresse, ansiedade e vários outros problemas ao ser humano, então precisamos nos desconectar em muitos momentos e nos voltarmos para a vida real, a vida em que as relações acontecem e são de grande importância para nosso desenvolvimento global.

Cuidado para não deixar de ver o sol lá fora, de fazer atividades físicas, de ter amigos e relacionamentos verdadeiros, de ir a almoços, festas, passear, viajar, de fazer boas leituras, em função de perder o foco com tecnologia, ela é boa desde que se saiba usá-la e desde que não interfira na sua vida de experiências e vivências que são importantíssimas para um desenvolvimento saudável de qualquer ser humano.

Quem vai colocar o limite é você. Mantenha o foco, tenha seus objetivos e use as ferramentas para auxiliarem, mas não deixe que elas ocupem lugar primordial na sua atenção.

Então siga em frente, foco no trabalho, nas relações, nas amizades e na vida lá fora, pois ela é linda de ser vivida, só depende de você.

Tenha sempre em mente que nada substitui um abraço, um olhar, uma conversa olho no olho!



(texto publicado na revista Tudo nº 39 - abril de 2014)






Os benefícios da meditação - Maurício Bastos, terapeuta


Tão antiga quanto a humanidade, a prática busca a paz interior

A meditação é muito antiga, mas não envelhece. Nos dias atuais, com tantas informações, meditar chega a ser uma condição para uma vida saudável. Esse excesso de informações nos causa a impressão de que o mundo gira mais rápido, uma vez que o cérebro precisa ser mais ágil para dar conta de todas elas. Para o terapeuta Maurício Bastos, esta é a "Síndrome de Informação Crônica", na qual o cérebro processa muito mais "inputs" do que antigamente, causando a impressão psicológica de que o mundo gira mais rápido.

E essa sobrecarga de pensamentos alivia com a prática da meditação. Através dela as pessoas conseguem se livrar de qualquer tipo de pensamento por alguns segundos. Estes pequenos momentos sem pensar em absolutamente nada já são suficientes para - a longo prazo - aliviar a mente, dando fim a tensões, dores, cansaço, dificuldade de concentração. Meditar melhora as desordens relacionadas ao stress, como insônia, depressão, fadiga, ansiedade, baixa imunidade, pânico, além de desenvolver o autoconhecimento, a criatividade e o prazer de viver.

E ao falar de meditação, Bastos explica que existem dois tipos de mente: a reativa e a criativa. Mais comum entre as pessoas,  a reativa está presa no passado ou projetando o futuro, o que provoca o medo e o desejo. O medo da insegurança, da impermanência, da dor, de morrer, de perder as posses; o desejo de status, de poder, de fama, de prazer, de reconhecimento. Já a mente criativa é a da atenção relaxada e da consciência, aquela que sabe viver o aqui e agora.

"Quando você desliga de tudo que está em volta, desliga dos apegos. A meditação nada mais é do que conseguir alguns segundos livres de qualquer tipo de pensamento...", explica a terapeuta de Reiki e cura prânica, Maria Sylvia Machado. Zy, como é conhecida, pratica a meditação há mais de 20 anos e explica que no início, só conseguia meditar por segundos, mas agora consegue ficar alguns minutos sem pensar em nada. Para meditar, ela precisa de uma diretriz, como um mantra ou uma música de fundo.

Existe uma infinidade de tipos de práticas meditativas, sendo que muitas delas utilizam a respiração como guia, como âncora para o "presente". É a respiração que faz a ponte entre o externo e o interno, o denso e o sutil, entre a matéria e o espírito. À medida que criamos um ritmo consciente e ampliado em nossa respiração, a mente naturalmente se harmoniza e se aquieta lentamente.

Os "pranayamas", práticas de exercícios respiratórios com base na Yoga são também ferramentas que ajudam bastante neste processo.

Para as pessoas que têm dificuldade em relaxar, Maurício Bastos explica que a prisão está na mente e a mente "mente". A causa principal do sofrimento humano é a mente ordinária que está sempre focada no "medo", no "desejo" e não consegue ir além. As atividades físicas que mexem no metabolismo, circulação, respiração contribuem para a soltura de tensões.

Quanto mais trouxermos a consciência do "Agora" para nossa existência, perceberemos que a cada segundo ocorre a diminuição da corrida contra o tempo, e o "viver" começa a ficar mais saudável e harmônico. 



(texto publicado na revista Tudo nº 39 - abril de 2014)







Entrevista com Bruno J. Gimenes sobre fitoenergética


Legge d'Attrazione e Salto Quantico: "La tua vita è come un fiume..." - Daniele Penna


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Diário de vida: Sincronicidade e Roupa Nova


Hoje começam as minhas pequenas "férias" devido à ponte da Semana Santa mais Tiradentes. Hoje fui trabalhar de manhã e consegui imprimir um pouco de material de apoio para poder continuar a arrumação das apostilas. Acabei de dizer que vou ter alguns dias de férias, mas para mim qualquer coisa relacionada ao italiano nunca pesa. Logicamente que fico cansada, mas estou muito motivada a fazer uma pesquisa para ter novas ideias didáticas. E sinceramente rendo bem mais trabalhando em casa, onde posso espalhar livros, folhas e anotações para conseguir visualizar melhor o que escolher. E as minhas melhores ideias aparecem quando estou bem relaxada, geralmente de manhã ou à noite, ou seja, fora do horário comercial.

Como não estou indo mais fazer as unhas na Marta por causa da distância, marquei um horário em um salão bem perto de casa. Eles não tinham a cor com a qual costumo pintar as unhas, mas escolhi uma bem clarinha e gostei do resultado. Foi exatamente no salão que aconteceu a sincronicidade. Eu costumo ouvir música no carro e alterno entre música americana, italiana e nos últimos dias voltei a ouvir o Roupa Nova. Assim que entrei no salão, adivinhem que vídeo estavam passando? O Roupacústico, o primeiro DVD da banda. Depois que acabei as unhas dei um pulo na revistaria para dar um alô para a Louise e que música a rádio estava tocando? Sapato Velho sempre do Roupa Nova.

Falando em Louise, há alguns dias decidi conversar com ela só em italiano (ela estudou um pouco o idioma) e ela percebeu que pareço outra pessoa quando falo nessa língua. Vamos ver se ela destrava e pratica um pouco antes de ir embora de Sampa.




quarta-feira, 16 de abril de 2014

Água parada mata - Previna-se


 A dengue é maior do que você imagina.

O perigo é real e deve ser levado  sério. Todos os anos, milhares de brasileiros sofrem com essa doença que poderia ser evitada com algumas atitudes simples e práticas. Conheça um pouco mais sobre a dengue e acabe com ela antes que ela acabe com você.

Transmissão

A transmissão do vírus da dengue ocorre através da picada do Aedes aegypti. Um mosquito que se desenvolve na água parada limpa e que costuma picar nas primeiras horas da manhã ou no fim da tarde. Acabando com a água parada, acabamos com o mosquito e a dengue.

Sintomas

Existem quatro tipos de dengue. A clássica, que pode parecer uma gripe comum no começo, e a hemorrágica, que pode levar à morte se não tratada o quanto antes. Conheça os sintomas de cada uma.

Dengue clássica

Febre alta com início súbito
Forte dor de cabeça
Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento
Perda do paladar e apetite
Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores
Náuseas e vômitos
Tonturas
Extremo cansaço
Moleza e dor no corpo
Muitas dores nos ossos e articulações.

Dengue hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são so mesmos da dengue comum. A diferença ocorre quando acaba a febre e começam a surgir os sinais de alerta:

Dores abdominais fortes e contínuas
Vômitos persistentes
Pele pálida, fria e úmida
Sangramento pelo nariz, boca e gengivas
Manchas vermelhas na pele
Sonolência, agitação e confusão mental
Sede excessiva e boca seca
Pulso rápido e fraco
Dificuldade respiratória
Perda de consciência

Prevenção

Apesar de perigosa, acabar com a dengue é rápido e fácil. Tudo o que você precisa fazer é tomar alguns cuidados para não deixar água parada na sua casa. Siga essas dicas e faça a sua parte para proteger tanto você quanto a sua família.

Faça a sua parte

Entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local coberto e abrigados da chuva.

Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo.

Troque a água e lave o vaso principalmente por dentro com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana.

Retire os pratinhos dos vasos de planta e guarde-os de cabeça para baixo.

Mantenha a caixa d'água sempre fechada com tampa adequada.

Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios.

Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.

Mantenha bem tampados tonéis e barris d'água.

Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.



www.osasco.sp.gov.br/ccz




segunda-feira, 14 de abril de 2014

Uma frase do grande poeta Carlos Drummond de Andrade



Três benefícios para pessoas resilientes - Leonardo Siqueira


Resiliência é um atributo da personalidade, que pode ser desenvolvido por qualquer pessoa. Atitude que todos devemos praticar ao passar por dificuldades, minimizando as angústias e transformando a experiência em aprendizado.

Sabe aquela pessoa que mesmo quando acontece uma adversidade (como por exemplo perder o emprego, morte, discussão, perder a paciência no trânsito, entre outros) se mantém firme e não se deixa derrubar? Muitas vezes nos perguntamos "como é que esse cara consegue?" A resposta é que essa pessoa tem resiliência.

Resilir significa "recusar, voltar atrás"; portanto a resiliência é a capacidade de superar adversidades de sua vida e voltar ao estado anterior de equilíbrio depois de passar por dificuldades ou traumas, transformando essas experiências negativas em aprendizado. A resiliência, em física, refere-se à capacidade dos materiais de resistirem aos choques; e o termo acabou sendo adaptado às ciências humanas.

Ninguém nasce resiliente, isso evolui com o passar do tempo. Em geral, diante de nossos problemas, temos a tendência à desintegração psíquico-emocional, que nos afeta diretamente e nos deixa com aquele sentimento de "coração apertado"; você já sentiu isso alguma vez?

Há formas de lidar com isso. Abaixo listo três benefícios em ser uma pessoa mais resiliente, com resultados positivos para a vida.

Atitudes - Pessoas resilientes assumem a responsabilidade pelo que acontece consigo sem vitimização; tem a habilidade de se manter serenas diante de um problema, são pessoas que tem atitude e resolvem seus problemas sempre com muita sabedoria.

Autoconsciência - A autoconsciência é a base para a mudança de vida. Pessoas resilientes compreendem os próprios sentimentos, conhecem suas forças e limitações, tem a capacidade e a visão sistêmica de identificar as causas dos problemas, sabendo a hora de falar e a hora de ouvir. Tem empatia, ou seja, compreendem o estado psicológico dos outros e sabem exatamente como agir. Na vida, podemos ser problema, ou solução. Se você for só o problema, ninguém vai gostar de ficar do seu lado, porque você vai ser uma pessoa amarga. Mas, se você for solução, aí vai ter a chance de conquistar a maturidade com sabedoria.

Projeto de vida - Pessoas resilientes superam melhor o sofrimento porque encontram um sentido melhor para a vida, encaram a vida positivamente e são acostumadas a ver o copo meio cheio e não meio vazio. Tem a crença que as coisas irão melhorar e conseguem controlar melhor seu destino.

No comportamento humano a resiliência significa a construção de novos caminhos de vida. Devemos sempre tirar lições positivas das situações diárias e não ficar remoendo os problemas. Gosto da frase de Carlos Drummond de Andrade que diz "A dor é inevitável. O sofrimento, opcional". Busquemos portanto ter mais resiliência para que possamos conduzir nossa vida com mais saúde e sermos mais felizes. Procure desenvolver a resiliência, pois ser resiliente é não se abater com facilidade, não culpar os outros pelos seus fracassos e lutar sempre pelo melhor.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 112 - abril de 2014)







domingo, 13 de abril de 2014

Gengibre com limão: desincha e emagrece


O chá de gengibre com suco de limão é uma combinação perfeita para quem quer emagrecer! O gengibre é termogênico, ou seja, aumenta a temperatura do organismo e acelera a queima de calorias. Já o limão é um rico antioxidante e tem propriedades digestivas. A combinação é um potente diurético natural, garantem os nutricionistas.

Limão

Termogênico e diurético, ajuda a emagrecer e reduz o inchaço.
Efeito desintoxicante, elimina as toxinas do organismo.
Ajuda a evitar o acúmulo de gordura.
Tem propriedades que diminuem a fome.

Gengibre

Acelera o metabolismo e a queima de calorias.
Reduz e evita o acúmulo de gordura abdominal.
Melhora o funcionamento do intestino.
Reduz e controla a ansiedade.
Aumenta a sensação de saciedade.
Tem ação anti-inflamatória e combate a celulite.

Eis dois chás que podem ser tomados frios ou quentes.

Chá de limão com gengibre

Ingredientes

1/2 litro de água quente
2 colheres (sopa) de raiz de gengibre ralada
1/2 limão com casca

Modo de preparar

Aqueça a água e coloque o gengibre. Espere cinco minutos, acrescente o limão e bata tudo no liquidificador. Se preferir, pode colocar os ingredientes acima sem bater e acrescente ao finl uma colher de chá de mel e folhas de hortelã.


Chá de limão com gengibre e especiarias

Ingredientes

1 litro de água
1 rodela de limão sem casca
2 colheres de sopa de gengibre em pó ou 5 cm da raiz
3 cravos
canela a gosto

Modo de preparar

Junte os cravos, canela e limão com a água e deixe aquecer, mas não ferva para não perder os nutrientes. Coe e aguarde de 10 a 15 minutos para beber sempre após as refeições, no máximo 3 copos por dia.

A dica também é usar o limão com a casca para aproveitar as fibras da fruta e potencializar o efeito da saciedade. Ao consumir o chá ao longo do dia, a gula e  ansiedade ficam controladas.

A recomendação de consumo é de 1 litro ao longo do dia.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)





Chá de casca de abacaxi, para deixar a barriga chapada: é diurético e emagrece - Andréa Fassina


O abacaxi é rico em vitamina C e contém bromelina, poderosa enzima que facilita a digestão. Por essa razão, ajuda a deixar a barriga chapada.

Anote a receita e aproveite:

Ingredientes

- casca de um abacaxi
- 1 litro de água
- 6 folhas de hortelã
- 1 canela em pau
- adoçante a gosto (dê preferência aos compostos de sucralose ou estévia)

Modo de preparar

Ferva as cascas do abacaxi na água por aproximadamente dez minutos. Em seguida, desligue o fogo e acrescente as folhas de hortelã para dar sabor. Tampe e deixe por mais cinco minutos descansando. Depois disso, basta bater no liquidificador, coar e adoçar a seu gosto, mexendo com a canela. No verão ele também é uma delícia se tomado frio.


O chá reduz o apetite, proporciona saciedade, é termogênico e diurético. A casca do abacaxi contém mais nutrientes que a parte comestível, assim, deve ser utilizada na preparação do chá. O chá de abacaxi desintoxica e ajuda a emagrecer.

Com apenas 40 calorias por copo, ele evita a retenção de líquidos, afina a cinturinha e ainda ajuda para o bom funcionamento do intestino. Aproveite o chá de abacaxi também para desintoxicar após aquele final de semana de exageros.

A princípio este chá pode ser tomado também por gestantes, sem problemas... Por ser altamente diurético, ele ajuda a reduzir os inchaços que costumam acontecer durante a gestação. Também é indicado para o pós-parto, para auxiliar a eliminar o excesso de peso adquirido com a gravidez.

Mas o que eu sempre digo é que o ideal é que um médico ou nutricionista deve ser consultado, porque cada pessoa tem reações diferentes.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)






A importância do melão - Lucilia Diniz


Bom para a pressão, para a diabetes e ainda emagrece!

Use e abuse do melão.´

É uma das melhores frutas pra quem quer emagrecer, baixar a pressão e reduzir o diabetes, além de ser gostoso e refrescante no verão.

Com 90% de água, o melão combina mesmo com a estação do calor. Seu elevado teor de água em combinação com potássio (mineral que ajuda a controlar a pressão arterial), ajuda a manter a pressão sanguínea. O melão também carrega nutrientes e fibras que aumentam a saciedade, ou seja, é um doce aliado na perda de peso.

Outro motivo para ajudar a emagrecer: ele é rico em pectina, que se transforma em gel no estômago e provoca a sensação de saciedade, ou seja, ajuda a comer menos.

Para quem sofre de retenção de líquidos e deseja eliminar as toxinas do corpo, o melão é excelente. A fruta ainda tem magnésio, para o bom funcionamento da insulina no organismo, reduzindo assim o nível de açúcar no sangue.

Ah, o meão tem pouquíssimas calorias - 30 kcal a cada fatia de 100g.

Cortado em cubinhos, ele é fácil de comer e de transportar, em pequenos recipientes plásticos.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)




Do lápis ao rojão - Tom Coelho, educador, conferencista e escritor


"A educação sozinha não faz mudanças,
 mas nenhuma grande mudança se faz sem a educação." 
(Bernardo Toro)

A morte do cinegrafista Santiago Andrade, atingido por um rojão durante protesto contra o aumento das passagens de ônibus no Rio de Janeiro, é um triste reflexo de nossa sociedade.

Em lugar de evoluir, estamos regredindo no que concerne ao convívio social. Motoristas que trafegam pelo acostamento e motociclistas que propositadamente avariam espelhos retrovisores. Pessoas que utilizam vagas destinadas a deficientes quando sua única necessidade especial é demonstrar esperteza e ganhar alguns minutos. Pichadores que danificam patrimônio público e privado como se estivessem produzindo obras de arte. Trabalhadores que apresentam falsos atestados médicos. Pessoas queimadas em praças públicas, decapitadas em celas, agredidas em virtude de sua orientação sexual. Torcidas que se digladiam nas ruas e em estádios de futebol. Crimes do colarinho branco. Exemplos de falta de escrúpulo, intolerância, desrespeito aos direitos e à dignidade do outro.

Num mundo sem fronteiras, acessível à velocidade de um clique, tornamo-nos individualistas e egoístas. Uma sociedade de consumo, viciada em tecnologia e relações virtuais, reality shows e exposição de perfis projetados em redes sociais, em busca de inserção, reconhecimento e aprovação. Sociedade sem limites, que clama por liberdade, mas não deseja o ônus da responsabilidade.

O fatídico evento no Rio pode ser analisado sob diversos prismas. Do direito democrático à manifestação pública, assegurado a todo cidadão, à violência, sempre injustificada, praticada por uma minoria. Da inconsequência dos dois jovens acusados pelo crime e seu eventual aliciamento por grupos organizados, ao questionamento se o episódio teria igual repercussão fosse vitimado um policial ou mesmo outro manifestante. Enquanto isso, legisladores oportunistas aproveitam para postular a elaboração de novas leis, como se não já as tivéssemos em demasia, carentes apenas de sua aplicação.

Diante deste contexto, negligencia-se que a raiz de nossos problemas continua na falta de educação. A educação que disciplina, estimula a reflexão, promove a consciência e contribui para a identificação de um sentido para a vida e um propósito no mundo.

Entretanto, curiosamente encontramos, neste mesmo momento, o "exemplo" da prefeitura do município de São Paulo, que numa visão econômica e utilitarista decidiu reduzir o número de itens que compõem o kit de material didático entregue aos alunos do ensino infantil e fundamental. Assim, a quantidade de lápis e cadernos foi reduzida e itens como canetas, tinta guache e pincel foram simplesmente suprimidos sob a alegação de "racionalizar" e "evitar desperdícios".

O pensador inglês Samuel Johnson, pontou com correção: "O fim supremo da educação é o discernimento em diferenciar o bem e o mal, o genuíno do impostor - e de preferir o bem e o genuíno ao mal e ao impostor".

O lápis a menos, na escola de hoje, será o rojão a mais, nas ruas de amanhã.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)





O Pilates e o Mal de Alzheimer


O Pilates é excelente para quem sofre do mal de Alzheimer: ajuda na coordenação motora, no fortalecimento dos músculos e na ativação da memória por repetição. Muitas pessoas desconhecem os benefícios do Pilates para quem sofre deste mal. Colocar o corpo em ação é positivo não só para os pacientes, mas para toda a família.

O Mal de Alzheimer é uma doença degenerativa incurável, mas, felizmente hoje em dia existem muitos tratamentos que podem ser aplicados para a melhora dos sintomas ou mesmo retardar alguns deles. Esse é o caso do Pilates: os exercícios ajudam e muito os portadores deste mal. Normalmente a doença atinge não só o cérebro, mas também a parte muscular, trazendo rigidez aos músculos, causando a perda das coordenações motoras finas e grossas. Na parte mental, o Pilates fortalece o desenvolvimento da memoria através das repetições dos exercícios, respiração e concentração na atividade.

Outros benefícios do Pilates:

- Melhora do condicionamento físico
- Melhora e correção da postura
- Ganho de consciência corporal
- Melhora do desempenho sexual
- Alívio de tensões e do estresse
- Melhora da concentração e equilíbrio
- Melhora da capacidade cardiorrespiratória
- Melhora da elasticidade, alongamento e fortalecimento muscular
- Auxílio na redução de medidas
- Proporciona bem-estar por meio da revitalização da saúde corporal e mental, vistas como um todo

Quem pode praticar?

O perfil dos praticantes do Método Pilates é muito amplo, pois abrange desde jovens esportistas a pessoas que necessitam de cuidados especiais. Todos os exercícios podem ser adaptados e especialmente aplicados pelo instrutor obedecendo às necessidades de cada público, daí a importância de se praticar Pilates em grupos reduzidos. O método é muito procurado por pessoas que buscam ter mais qualidade de vida no dia a dia, fortalecendo e definindo músculos, melhorando o alongamento e corrigindo a postura. Além de ser indicado por médicos especialistas a pacientes com alguma patologia, esportistas e praticantes de atividade física também utilizam-se do método para aprimoramento do condicionamento físico. Há ainda aulas especiais para a melhor idade e para todo o público que busca o alívio de dores e a melhora na harmonia dos movimentos como um todo.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)




Dicas para melhorar a qualidade do sono e evitar a dor de cabeça


Entenda a relação entre o sono e a dor de cabeça e o que fazer para melhorar a qualidade dessa hora do dia que é tão necessária para o bem-estar

O sono é essencial para manter uma rotina saudável, melhorar a qualidade de vida e até mesmo aumentar a longevidade. O desempenho físico e mental pode estar diretamente ligado a uma boa noite de sono e, o efeito de uma madrugada em claro pode prejudicar o rendimento no dia seguinte, além de desencadear outros problemas, como a dor de cabeça, que está diretamente relacionada aos hábitos saudáveis e à qualidade de vida.

Há muitos fatores que podem desencadeá-la, como o estresse, o jejum prolongado, alguns tipos de alimentos, as alterações hormonais e o ritmo e a qualidade do sono. A dor de cabeça possui muitas causas e pode ser dividida basicamente em dois grupos: as cefaleias primárias (os próprios sintomas e características da dor definem a doença do paciente) e as cefaleias secundárias (causadas por outras doenças e quem podem ocorrer em razão de alterações do organismo e da sua interação com o ambiente).

A relação de uma noite mal dormida e a dor de cabeça é, na verdade, uma via de mão dupla. Da mesma forma que a dor de cabeça impede que as pessoas durmam bem, uma noite mal dormida também pode desencadear este tipo de dor.

Algumas atitudes podem ser tomadas no dia a dia para evitar a dor de cabeça quando a questão é a melhora da qualidade do sono:

Durma em um local confortável, fresco, escuro e silencioso. As alterações de ruído, luz e temperatura podem atrapalhar;

Evite olhar o relógio a cada vez que acordar: este hábito pode piorar uma eventual noite de insônia;

Pratique exercícios regularmente, pois isso melhora as condições do organismo;

Faça apenas refeições leves à noite. A má digestão atrapalha terrivelmente o sono;

Use a cama apenas para dormir, e não para ver televisão, ler ou jogar videogame, pois esses hábitos são desfavoráveis ao sono;

Fique atento com a posição do corpo antes de dormir. A densidade correta do colchão é fundamental;

Cuidado com líquidos antes e, até mesmo, durante a noite, pois a necessidade de urinar irá interromper a sequência do seu sono.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 111 - março de 2014)




Entenda o que é o transtorno desafiador opositivo - Breno Rosostolato, psicólogo, terapeuta sexual e professor da Faculdade Santa Marcelina


Aquela birra típica de crianças pequenas que não gostam de ser contrariadas, agressividade, e um comportamento desafiador ou o comportamento agressivo e contestador de alguns adolescentes, pode denunciar algo para além de uma simples desobediência ou uma violência gratuita. Talvez seu filho tenha o Transtorno Desafiador Opositivo.

A característica do Transtorno Desafiador Opositivo é um comportamento negativista, desafiador, desobediente e hostil para com figuras de autoridade, pais ou cuidadores. Algumas características são bastante evidentes como, perder a paciência, discutir com adultos, desafiar ativamente ou recusar-se a obedecer a solicitações ou regras dos adultos.

Os sintomas negativos estão relacionados à raiva e a uma atitude agressiva e hostil. Comportamento argumentativo, provocação e desobediência, ficar facilmente irritadiço, temperamento forte e descontrole, colocação indevida de culpa nos outros sem assumir ou se esquivando de responsabilidades e por fim, sentimento vingativo. É importante que estes sintomas persistam por mais de seis meses para que possa se enquadrar ao Transtorno Desafiador Opositivo.

São comuns os casos de crianças e adolescentes acometidas do transtorno testarem os limites do adulto através da teimosia, ignorando ordens e regras, discutindo e contrariando de maneira deliberada, apenas com o propósito de irritar. Geralmente esta atitude destrutiva é projetada a pessoas conhecidas, ou seja, outras pessoas que não fazem parte do círculo de convivência da criança ou do adolescente não identificam este comportamento agressivo com facilidade. Os ambientes em que o transtorno pode se manifestar são os mais diversos, como em casa e na escola.

Na escola, por exemplo, a pessoa pode apresentar alta atividade motor, baixa autoestima, instabilidade do humor, baixa tolerância à frustração e uso precoce de álcool, tabaco ou drogas ilícitas. Casos de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) podem coexistir com Transtorno Desafiador Opositivo (TDO). Existem, frequentemente, conflitos com os pais, professores e colegas.

Quanto aos pais especificamente, o comportamento destrutivo do filho pode ser uma reprodução do que a criança ou o adolescente vivencia em casa. Uma rivalidade com os pais em que cada um aguça no outro aspectos ruins.

Esta violência emocional é o principal fator de uma personalidade desorganizada e opositora, pois a criança não reconhece o limite de quem deveria dar este limite. Muitos pais enxergam na escola a possibilidade de ficar longe do filho o máximo que puder, analogamente, como se estivessem livrando-se de um problema ou estorvo. Outros pais atribuem à escola a responsabilidade que deveria ser deles de orientar e serem referência para este filho. A escola ensina, mas a educação deve acontecer em casa e o carinho dos pais é imprescindível para que esta criança não se sinta abandonada e daí, vir a desenvolver comportamentos mais violentos e agressivos.

Os sintomas em geral do TDO são similares em ambos os gêneros, todavia, os homens podem apresentar mais comportamentos de confronto e sintomas mais persistentes. As taxas do Transtorno Desafiador Opositivo são de 2 a 16% da população em idade escolar. Em geral o transtorno manifesta-se antes dos 8 anos de idade e pode vir a se agravar no início da adolescência.

Embora não existam causas específicas do TDO, os recentes estudos sugerem que o transtorno parece ser mais comum em famílias nas quais pelo menos um dos pais apresenta questões psiquiátricas como transtorno do humor, transtorno da conduta ou transtorno da personalidade anti-social, além de histórico de uso de drogas. Outro caso comum são crianças que sofrem alienação parental, ou seja, o casal em processo de separação e divórcio, para afetar o ex-cônjuge, usam a criança como arma ou escudo.

É muito importante para o tratamento a participação de toda a família, uma vez que a orientação deve servir para todos e para que assim a família se sinta integrada e unida. É preciso restabelecer o carinho, o amor e o diálogo entre pais e filhos. Para tal, a terapia familiar vai proporcionar um trabalho em grupo, reorganizando a unidade familiar, afinando a comunicação e os elos afetivos dos integrantes desta família. A terapia individual se faz necessária no sentido de acolher as questões pessoais da criança ou do adolescente, dificuldades, anseios e conflitos oriundos do TDO, tendo em vista o resgate iminente dos próprios limites, o reconhecimento dos excessos e exageros, canalizando esta energia demasiada em atitudes positivas e construtivas.



(texto publicado na revista Leve & Leia nº 112 - abril de 2014)