quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Lazer e diversão na Terceira Idade


Quando você pensa em idosos, pensa em cadeira de balanço, pijamas e cobertor? Isto é apenas um estereótipo. O fato é que de uns anos para cá os padrões mudaram. As pessoas tem chegado à terceira idade cada vez mais fortes e saudáveis. Quem passou dos sessenta anos nos dias de hoje, se acostumou a uma vida agitada, repleta de atividades físicas. Não é à toa que haja uma procura cada vez maior por lazer e diversão. Os passeios na pracinha para jogar milho aos pombos e só se divertir em uma partida de dominó ficaram no passado. Pensando nesta promissora fatia de mercado, as agências de turismo, casas noturnas e academias promovem eventos visando atrair o público "mais experiente". Desde cruzeiros marítimos até ecoturismo, passando por atividades tranquilas; tudo adaptado para todos os gostos e possibilidades.


Livros

Bom para quem quer se manter atualizado, a leitura, seja qual for é um excelente exercício para a memória além de ser ótimo passatempo. O leitor se transporta para um universo todo novo, conhece tipos diferentes e sempre aprende alguma coisa diferente. Recomendamos alguns bons livros que podem proporcionar momentos únicos de entretenimento:

"Diário do Farol", de João Ubaldo Ribeiro;
"Budapeste", de Chico Buarque;
"Código Da Vinci", de Dan Brown;
"Quando Nietzsche chorou", de irvin D. Yalom;
"Achados e Perdidos", de Luiz Alfredo Garcia-Roza.


Música

A música é fonte de descontração. Você pode ouvir as suas canções preferidas e dançá-las. Além disso, os menos tímidos podem se aventurar tentando tocar algum instrumento. As opções são variadas, indo dos mais simples, como tamborim e outros instrumentos de percussão, passando para o violão, piano e flauta transversal. A prática de um instrumento apura os ouvidos, aumenta a sensibilidade e a coordenação motora, além de ser um bom pretexto para organizar saraus e reunir os amigos. Conhecer os novos ritmos, sucessos e cantores é um jeito de continuar "antenado" com as novas tendências.


Dança

Uma das atividades mais procuradas hoje em dia é a dança de salão. O ritmo animado e os movimentos compassados podem trazer diversos benefícios ao corpo e à mente. As academias de dança variam de ritmo, e não é necessário se ter um par. É importante, no entanto, saber se você está apto a esse grau de atividade física. Converse com seu médico antes de se matricular em uma academia. O dançarino e professor Carlinhos de Jesus diz que quanto mais cedo a pessoa começa a dançar, maiores os benefícios. "Mas nunca é tarde para entrar no salão", afirma. "A dança estimula a criatividade e fortalece a autoconfiança". Os benefícios da dança são tantos que já existe uma corrente própria para a terceira idade: a Dança Sênior, criada na Alemanha, realizada em grupo, e que pode ser praticada até por quem mal consegue se locomover. 


Passeios ao ar livre

Caminhadas matinais com os netos à beira da praia ou em parques é uma excelente opção de lazer. Além de gratuito, é saudável e prazeroso. Acrescentar a isso exercícios de alongamento só enriquece a caminhada. Ao mesmo tempo, você estará se exercitando e ampliando o contato com os familiares.


Vans

As vans oferecem conforto e segurança. Podem ser alugadas com motorista e sua despesa ser dividida com os amigos. Alguns lugares como casas de espetáculo, hotéis e restaurantes oferecem esse meio de transportes para seus clientes. Algumas até oferecem um pequeno lanche! A diversão já começa durante o trajeto.


Turismo

Viajar em qualquer idade sempre foi fonte de imenso prazer e distração. O cliente "jovem", de meia idade, aproveita essa fase da vida para conhecer lugares há muito sonhados, ou voltar onde um dia passou e gostou. Existem pacotes turísticos próprios para a terceira idade. Alguns hotéis fazenda contam com estrutura médica, nutricionistas e professores de educação física que estão preparados para supervisionar os passeios e atividades.

É importante não confundir aposentadoria com lazer. Ela é apenas um momento de descanso, direito de quem trabalhou longos anos. Deve-se somar à aposentadoria uma rotina saudável, que inclua diversão e exercícios leves, que podem melhorar as condições físicas e afastar o fantasma do mau humor e da depressão.



(texto publicado na revista Leve & Leia - julho 2013)






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário